Dúvidas Frequentes

R4280 - Falha no sistema

Causa: Funcionamento irregular da polia do alternador que nesse caso é do tipo “roda livre” ou correia com tamanho incorreto para essa aplicação.

Solução: Substituir a polia do alternador tipo ”roda livre” e verificar o tamanho da correia especificada para essa aplicação.

R4615/R4505 - Aplicação incorreta

Causa: O tensionamento da peça no sentido incorreto (horário) ou excesso de tensão no sentido correto (anti-horario) resultam no travamento da polia do tensor por atrito com o cabeçote (1) e a tampa protetora da correia (2). O atrito da correia com a polia travada leva ao seu desgaste acentuado (3).

Solução: Tensionar no sentido correto (anti-horário) e respeitando o alinhamento dos ponteiros que garante a tensão nominal de trabalho.

R4425 - Falha no sistema

Causa: Desalinhamento da correia por avaria da base de fixação (01) ou parafuso em posição incorreta no alojamento da base.

Solução: Sempre retirar a capa interna da correia para visualizar a base, retirar do motor a base do tensor, avaliar seu estado e o correto acoplamento do parafuso em seu alojamento.

Tensão Incorreta

Causa: Quando o tensor fica muito ou pouco tensionado, o limitador da base fixa entra em contato com os limitadores de tensão maxima ou minima da base móvel, levando ao empenamento ou quebra desse limitador e gerando funcionamento irregular.

Solução: Sempre verificar o correto alinhamento das marcas dos e sentido de tensionamento dos tensores com regulagem.

R4800 - Aplicação incorreta

Causa: Excesso de torque no tensionamento ocasionando um empenamento na base do tensor, gerando desalinhamento no sistema de transmissão (Fig. 01). O assentamento irregular da polia com a base do tensor também pode ocasionar desalinhamento no sistema (Fig. 02).

Solução: Tensionar com a força especificada pela montadora em 10 Nm (1Kgf.m) e verificar o posicionamento da polia em sua base.

Qual é o período de substituição do conjunto correia-tensionador?

A correia e o tensionador devem ser substituídos próximo aos 50.000 Km ou segundo a recomendação do fabricante do veículo.

Quais as orientações mais importantes para o momento da aplicação?

O conjunto de sincronismo devem ser substituídos de acordo com as instruções do fabricante. É necessário observar as condições dos demais componentes do sistema, verificando o correto alinhamento do sistema, evitar choques mecânicos que podem comprometer seu funcionamento e aplicar o torque correto nos parafusos de fixação, evitando sua quebra. Sempre utilizar ferramentas especiais para substituir o conjunto.

Quando a correia é substituida, o tensor também deve ser substituido? Por quê?

Sim. Sempre devemos substituir todos os componentes do sistema, pois não existe um teste visual eficaz no momento da aplicação que determine qual é a vida útil que o tensionador usado ainda tem. Devido a ausência de quilometragem estipulada pelo manual do veículo, muitos ainda acreditam que a troca do tensionador não seja necessária.

O torque correto nesses componentes fazem a diferença?

É indispensável observar o torque indicado pelo fabricante no momento da aplicação do tensionador e da polia, evitando danos ao produto e a quebra do parafuso. 

 Em qual contato devo entrar no caso de garantia?

Em caso de garantia, entre em contato com o número: (11) 2020-4208 ou pelos emails: alex.posvendas@ranalle.com.br ou rodrigo.posvendas@ranalle.com.br.

Saiba a Polia e o Tensor correto para cada motor